Dor de garganta é mais comum na primavera. Veja o que fazer para evitar

dor-de-gargantaQue a primavera é uma das estações mais lindas do ano não é segredo. As flores realmente embelezam qualquer ambiente, deixando os dias mais alegres. O lado ruim é que os pólens liberados por elas se desprendem e ficam pairando no ar, juntamente com a poluição, o que agrava os problemas respiratórios.
Além disso, o tempo seco causa ressecamento no nariz, o que também contribui para o surgimento da dor de garganta. Isso porque quando respiramos pelo nariz, condicionamos o ar para torná-lo bom para o organismo, protegendo a garganta. “No entanto, quando ele está entupido, a tendência é respirar pela boca, levando as bactérias diretamente para a garganta, o que causa desconforto na região”, explica a gerente médica Fernanda Decache, da unidade de medicamento isento de prescrição do Aché Laboratórios. A especialista lembra ainda que a dor pode ter várias causas, entre elas, alergia respiratória causada pela poeira doméstica ou infecciosa, ou gripes e resfriados, transmitidos por vírus ou bactérias.
O que fazer para evitar as dores de garganta
A boa notícia é que alguns cuidados podem ajudar a evitar os efeitos da chegada da primavera. Entre eles, devemos beber bastante água ao longo do dia e manter nosso ambiente limpo. “Ingerir, no mínimo, dois litros de água todos os dias ajuda a manter o organismo hidratado, auxilia na prevenção de doenças respiratórias e alivia a irritação na garganta. Também é importante manter os ambientes limpos, pois evita a disseminação de micro-organismos. Para isso, basta utilizar um pano úmido com água e sabão a fim de remover o acúmulo de poeira”, diz Fernanda.
Soluções caseiras funcionam?
No livro “Ouvidos, Nariz e Garganta – Cuidados e Curiosidades”, do Dr. Jamal Azzam, o otorrinolaringologista alerta para o cuidado com as receitinhas caseiras: “Muitos chás ou ervas podem gerar efeitos colaterais graves. Xarope de guaco, chá com mel, gengibre e alho estão permitidos, mas o verdadeiro efeito benéfico é discutível. Contraindo o uso de própolis porque as soluções com esse ingrediente têm álcool, que acaba irritando ainda mais a garganta. Se for uma fórmula sem álcool, então está liberada”, alerta o médico.
Sensação de garganta seca: quando vai passar?
Geralmente, a sensação de garganta seca é temporária, pois nesse período ela está diretamente ligada ao fator climático. Já no caso de infecções e inflamações da garganta, é recomendado usar medicamentos à base cloridrato de benzidamina, como o Flogoral. Disponível em pastilhas, spray, colutório e em creme dental, o medicamento isento de prescrição (que não traz aquela faixa vermelha na caixa) contém propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e anestésicas. Mas não se deixe enganar: se o problema durar muitos dias, é necessário ajuda médica para uma avaliação mais detalhada e a identificação real da causa do problema.

Posts relacionados