20 verdades sobre a maternidade para uma recém mãe

verdades maternidadeEnquanto estamos grávidas ouvimos muitas mães falarem sobre os primeiros meses da maternidade. Muita coisa é verdade, outras exagero e desespero. E é preciso viver na pele essa experiência para realmente saber o que é ser mãe. Para algumas é mais tranquilo, para outras um Deus nos acuda! Eu não posso reclamar, pois minha bebê é bem mais tranquila do que eu imaginei que seria. No entanto, assim como todo bebê, ela exige dedicação total. Por isso, listei aqui as verdades pelas quais estou passando. Isso não significa que seja assim para todo mundo, mas certamente você vai se identificar com alguns pontos. Vamos lá:

1- Se tiver feito cesárea, levantar e deitar serão tarefas bem difíceis. Você vai precisar de ajuda para isso nos primeiros dias.
2- Ficar menstruada é um saco, então imagine que o fluxo de sangue estará a todo vapor pelos próximos 20, 30, 40 dias! Faça reserva de absorventes: no início vale apostar nos noturnos, depois os convencionais dão conta.
3- Se, assim como eu, você adora dormir livre, leve e solta, só de camisola, esquece! Sutiã e calcinha serão seus companheiros inseparáveis nesse primeiro mês!
4- Absorvente de seios pra todo lado! É assim que fica a nossa casa. Isso porque a cada mamada você tira e nem sempre lembra de colocar outro. Quando vai ver, já tem um do lado do berço, outro sobre a cômoda, um no banheiro…
5- Pijama vira o uniforme oficial da recém mãe. Eu jurei que comigo seria diferente. Imagina, ficar de pijama o dia inteiro? Não é pra tanto. Mas é sim! Eles são confortáveis e quando eu via o dia já tinha acabado e lá estava eu com a mesma roupa que dormi na noite anterior. Faz parte! Minha dica aqui é investir nuns 3 modelos bem bonitinhos, assim pelo menos você fica bem vestida nesse período.
6- Seus peitos não te pertencem mais. Isso mesmo: fica tão normal botar os peitos pra fora para amamentar, que depois de uma semana a gente se pega fazendo isso sem nem perceber!
7- Não se assuste se você chegar ao fim do dia sem pentear o cabelo. Quando o bicho pega (leia-se: você está sozinha e seu bebê só chora, seja por cólica ou qualquer outro motivo) pode ser até que você se dê conta apenas no fim do dia que também não escovou os dentes. Faz parte e você não será a mais porca das mulheres por isso. Assim que lembrar, vá lá e escove. Simples assim.
8- Dormiu a noite toda (ou quase isso), então, prepare-se para acordar com leite escorrendo pela roupa. Por prevenção, durmo com absorvente de seios (olha ele aí novamente!).
9- Ver seu bebê fazendo xixi, cocô e soltando pum normalmente será motivo de comemoração, assim como quando você ganha ingressos para ir a algum show! Ah, e você vai fazer questão de contar para o pai da criança quantos cocôs e xixis a cria fez durante o dia.
10- “Música de ninar”, “receita para aliviar a dor dos bicos rachados” e outros assuntos afins estarão em primeiro lugar nas suas buscas do Google. E é possível que você baixe uma coletânea inteira com sons da natureza e musiquinhas que façam seu bebê dormir. Às vezes, você vai dormir e ele não!
11- Você vai começar a falar muitas palavras no diminutivo: roupinha, musiquinha, pezinho, mãozinha, fraldinha…
12- Cochichar e andar na pontinha dos pés serão suas novas habilidades, usadas toda vez que o bebê dormir.
13- Você passará a sentir raiva de todos os vendedores que passam de carro anunciando seus produtos. “Olha a pamonha”, “ovos fresquinhos direto da granja”, “churros”… eles só passam quando o bebê finalmente pegou no sono. Ah, motoqueiros malucos também entram nesse tópico. Dá vontade de tampar os ouvidos da bebê toda vez que eles passam.
14- Cocô na unha? Normal! Não se espante se ao sentar para, finalmente, comer, você se deparar com uma cor meia amarelada nas unhas. É o cocô da última troca de fraldas. E você vai lavar na maior naturalidade, sem ao menos ter nojinho.
15- A gravidez é um ensaio para o que virá a seguir. Por isso, se você já usava a boca e os dedos do pé para pegar coisas, fechava portas com o quadril e apoiava objetos embaixo dos braços, agora você irá fazer isso com destreza e muito mais frequência que o normal. São as habilidades maternas aflorando, rs.
16- Pode ser que você se pegue dando o seu dedo para o bebê chupar, enquanto está dando banho nele ou trocando a fralda e ele chora faminto. É instintivo e dá certo!
17- O medo de o bebê engasgar enquanto mama será praticamente um fantasma em sua mente, especialmente se já aconteceu uma vez. Nessa hora, mantenha a calma. E vale também ver vídeos sérios de como “salvar” seu baby nessas horas. Eu me guiei por este aqui.
18- Você vai planejar várias coisas para o seu dia, mas não vai conseguir realizar nem metade delas. Então, relaxe e vá por prioridades. Seu bebê sempre será a maior delas!
19- Lavar louças rapidinho? Vai sonhando! O bebê tem um sensor que “avisa” quando você começa a fazer serviço. E ele acorda e quer colinho. Daí, você simplesmente para tudo. Esse sensor também funciona perfeitamente quando você senta para comer, deita para dormir ou vai tomar banho.
20- Em meio a toda essa bagunça que vira a rotina, você será recompensada por um olharzinho sereno e um sorriso lindo do seu bebê. E tudo passa a valer a pena quando você se dá conta que tem em seus braços o maior amor da sua vida! E também se dará conta que está atravessando tudo da melhor maneira que pode. Depois vai olhar pra trás e sentir saudades, achando que passou rápido demais!

  • G+
  • Facebook Comentários (2)

    2 Comentários

    1. viviane -

      Uau Aline quanta coisa!incrivel né.
      mesmo assim valeu a pena por gerar um milagre que nem sua bebê de tão linda que é!
      Você é uma guerreira e tenho orgulho de você.
      parabéns pelo dom que é ser mãe.bjos

      • Mãe aos 40 -

        É sim, Vivi!!! Só vivendo para ter a real noção do que é ser mãe. Ainda estou dando os primeiros passos nessa nova fase, mas posso dizer que não existe nada melhor que isso. Também tenho muito orgulho de você! Obrigada pelo apoio e carinho de sempre! beijos!

    Comente!

Posts relacionados