Você sabe a diferença entre os adoçantes?

adoçante-2Com tantas opções de adoçantes nas prateleiras, saber o que mais tem a ver com a sua necessidade e perfil não é tarefa fácil. E durante a gravidez a dúvida fica ainda maior. A nutricionista Natana Martins, do Herbarium, do Paraná, explica que os adoçantes são considerados substâncias não nutritivas em alimentos, já que não contam com nutrientes específicos. “Durante a gestação o ideal é que sejam consumidos com orientação de médicos ou nutricionistas. Além disso, os adoçantes recebem uma classificação de risco potencial para uso na gravidez, criada pela Food and Drug Administration (é como se fosse a ANVISA americana). Daí a necessidade de ficar atenta a quais são considerados seguros ou não”, diz a especialista.Veja abaixo as características dos mais comuns e quais são indicados para usar com segurança durante a gravidez. Nesse caso, o único cuidado é para não ultrapassar a quantidade diária recomendada, o que pode causar riscos ao desenvolvimento do bebê. “Você deve levar em consideração que alimentos diet e light também apresentam adoçantes”, ressalta Natana.

SUCRALOSE

Sem calorias, normalmente é usado por toda a família, inclusive por diabéticos, crianças e pessoas que têm uma doença genética chamada fenilcetonúria, ou seja, que não podem ingerir alimentos com uma substância chamada fenilalanina.

Vantagem Pode ir ao fogo e tem um sabor mais próximo ao do açúcar.

Desvantagem Custo elevado, além de indícios de que possa causar cáries nos dentes.

Grávidas Podem usar sem medo, respeitando a quantidade recomendada.

Quantidade diária No máximo 15  miligramas por quilo de peso, ou seja, se você pesa  60 quilos pode consumir, no máximo, 900 mg de sucralose diariamente. Isso equivale a um saquinho de adoçante.

 

SACARINA

É um dos adoçantes artificiais mais antigos que existem e não tem calorias.

Vantagem Pode ir ao fogo, ser usado em todos os alimentos e tem sabor próximo ao do açúcar, só que um pouco mais intenso.

Desvantagem Tem um sabor mais amargo.

Grávidas Há chances de atravessar a placenta e ir para o leite materno, mas não apresenta efeitos sobre o feto ou o bebê. No entanto é melhor ser evitado.

Quantidade diária 5 miligramas por cada quilo do seu peso.

 

ASPARTAME

Está entre os adoçantes mais comercializados no mundo, presente em mais de 9000 produtos que são consumidos todo os dias!

Vantagem O sabor é agradável.

Desvantagem Não é indicado para pessoas que tem intolerância à fenilalanina e não resiste às altas temperaturas.

Grávidas São considerados seguros para usar durante a gestação.

Quantidade diária 40 microgramas por cada quilo do seu peso.

 

CICLAMATO

Adoçante artificial com quatro calorias por grama

Vantagem Pode ser levado ao fogo

Desvantagem Contém sódio, por isso deve ser consumido com moderação por hipertensos. A capacidade de adoçar também não é tão boa e tem um sabor mais azedo.

Grávidas Não é recomendado o seu uso durante o período de gestação e lactação.

Quantidade diária 11 miligramas por cada quilo do seu peso.

 

STEVIA

É retirado da planta stevia e não há contraindicações.

Vantagem Pode ir ao fogo e tem sabor 300 vezes mais doce que o açúcar!

Desvantagem Por ser intenso, no fundo o sabor é mais amargo, além de ser um pouco mais caro.

Grávidas Pode ser usado sem medo, desde que na quantidade certa

Quantidade diária 5,5 miligramas por cada quilo do seu peso.

 

ACESSULFAME- K

É um tipo de adoçante usado para incrementar o sabor final de determinados alimentos.

Vantagem Resiste às altas temperaturas

Desvantagem Além de ter um sabor amargo, não é digerido pelo organismo, sendo eliminado naturalmente.

Grávidas Atravessa a placenta e aparece no leite materno, mas não apresenta efeitos sobre o feto ou o bebê, mas deve ser evitado.

Quantidade diária 15 miligramas por cada quilo do seu peso.

 

Posts relacionados