Você é uma grávida vegetariana?

Foto: Divulação
Foto: Divulgação

Boa parte das carnes são ricas em vitaminas B12, consideradas importantíssima para a boa formação do sistema neurológico do bebê e que ainda reduz as chances de descolamento da placenta e do aumento na pressão arterial. Mas se você não suporta nem passar perto do açougue a saída pode ser investir em alimentos como levedo, ovos, leite de soja e cereais enriquecidos com a vitamina. “No entanto a vitamina B12 nesses alimentos não é tão significativa quanto nas carnes, por isso o médico pode receitar suplementos para que a gestante alcance os 2,6 microgramas recomendados por dia. O que não pode é ficar carente da vitamina como acontece com cerca de 50% dos vegetarianos, de acordo com estudos”, diz a nutricionista Cintya Bassi, do Hospital e Maternidade São Cristóvão, em São Paulo.

Outro nutriente importante para o desenvolvimento saudável do bebê e também encontrado nas carnes é o ferro, que deve ser consumido em maiores quantidades durante a gestação. Boas fontes do mineral em vegetais são: pão de cevada, grão-de-bico, nozes, castanhas e feijão; já em fontes animais o fígado de vitela, a farinha de peixe e a gema do ovo. Vale ressaltar, no entanto, que do total de ferro de fonte animal consumido cerca de 20% a 30% são absorvidos pelo organismo, enquanto os de fonte vegetal têm absorção de apenas 5%. Por isso, na falta dele o médico pode receitar a suplementação.

Por: Laís Sass

Posts relacionados