Mexa-se e aproveite a gravidez na melhor forma!

 

Foto: Reprodução Zazou

Se você acabou de descobrir na gravidez e não sabe se continua no pilates ou se abandona a musculação. Veja aqui as atividades mais recomendadas pela professora de educação física Marcella Simões, da Academia Contours, especializada em exercícios para mulheres. Apesar das dúvidas sobre fazer ou não atividade física durante a gravidez, vale ressaltar que eles são indicados nessa etapa, pois favorecem uma gestação mais tranquila. Além disso, eles ajudam na melhora do tônus, na postura, diminuem o risco de diabetes gestacional, aliviam dores nas costas, e, por liberar endorfina, ainda traz aquela sensação gostosa de bem-estar. E o bebê também sai ganhado, já que diminui o risco dele nascer com sobrepeso, mantendo os níveis de glicose estáveis

Mas atenção: “Os exercícios são recomendados após o 3º mês de gestação, com a devida liberação do obstetra, podendo ser mantidos até o 8º mês. No entanto, ela não deverá acontecer caso a gestante tenha alguma doença, sangramento, placenta baixa, hipertensão ou começo de aborto” alerta Marcella.

Outro alerta da professora é quanto ao planejamento do programa de atividades. Algumas atividades só devem ser feitas se a mulher tiver o hábito de praticá-las. “No caso da musculação, que é mais complexa e tem uma exigência física maior, é imprescindível que a grávida já pratique a atividade há pelo menos seis meses antes da gravidez”, diz.

Regra geral, as 3 atividades mais adequadas para a grávida são as de baixo impacto:

 Caminhada É a principal atividade recomendada por médicos, pois trabalha as pernas sem sobrecarregar os joelhos, pode ser feita sem o acompanhamento de um personal (mas ele deve orientá-la, mesmo que não esteja 24 horas ao seu lado), a hora que a grávida puder e aonde estiver. “O ideal é que a gestante caminhe em uma superfície lisa, como a esteira, ou em áreas planas; sempre com um tênis confortável, a fim de evitar dores no calcanhar”, diz a professora.

 Hidroginástica “As aulas devem ser específicas para gestante, por não ter impacto evita dores nos joelhos, melhora o tônus, além de proporcionar uma sensação de bem-estar já que na água o peso da barrida diminui”, explica a professora da Academia Contours.

Pilates Age na musculatura pélvica e na musculatura paravertebral, sendo que ao trabalhar essas regiões até o parto pode se tornar menos traumático.

 

Posts relacionados