Gravidez e sedentarismo não combinam!

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Recentemente fui a um evento sobre saúde e bem-estar que reuniu grandes nomes da medicina e do esporte brasileiro. Lá o professor de educação física Marcio Atalla, apresentador do quadro Medida Certa, do Fantástico, nos contou que estudos feitos em 114 países mostraram que as pessoas se movimentam cerca de 800 metros ao dia, enquanto a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é dar entre nove e 10 mil passos diariamente! Ele ainda afirmou que o corpo paga um preço muito alto por funcionar sem movimento, já que, entre outras funções, necessita de atividade física regular para estimular o metabolismo e os hormônios.

Para se ter uma ideia de como o sedentarismo é um problema sério, ele provoca o mesmo risco de morte de quem não cuida da hipertensão ou fuma um maço de cigarros por dia. A afirmação é dos médicos Linn Goldberg e Diane Elliot, da Universidade de Ciência e Saúde de Oregon, nos Estados Unidos, autores do livro O Poder de Cura dos Exercícios (editora Campus).

E para deixar de ser sedentária não é preciso fazer um esforço de atleta: meia hora de atividades como caminhada ou hidroginástica três vezes por semana já é uma ótima forma de aumentar a disposição, evitar o ganho excessivo de peso, fortalecer os ossos, amenizar as dores nas articulações e prevenir doenças cardiovasculares e respiratórias. Com certeza a sua saúde e a do seu bebê vão agradecer!

Se você começou alguma atividade física e já sentiu a diferença no seu dia a dia, escreva para nós contando a sua experiência!

 Por: Aline Dini

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Posts relacionados