Gengivite atinge 50% das grávidas

gengivite gravidez

Que durante a gravidez a mulher passa por uma gangorra hormonal não é novidade para ninguém. Mas você sabia que essas mudanças que acontecem por conta das altas quantidades de estrógeno e progesterona produzidos pela placenta podem afetar os tecidos da boca, causando gengivite em 50% das grávidas? Pois foi isso que o dentista Mario Groisman, do Rio de Janeiro, me contou. Daí a importância de arrumar um tempinho em meio a agenda cheia para ir ao dentista e cuidar da saúde bucal durante toda a gestação, especialmente no segundo trimestre (entre o quarto e o sexto mês). “Isso porque no primeiro trimestre o bebê está se formando e deve-se evitar o uso de medicamentos, já no terceiro trimestre, a mãe está numa maior ansiedade devido a aproximação do parto”, diz o especialista. Se você estiver incluída na lista de grávidas com gengivite, essa inflamação que acumula placa bacteriana nos dentes e gengivas, o tratamento pode ser feito com sessões de limpeza a cada 15 dias, retirando assim o acúmulo de placa e de tártaro.

Em tempo: também vale ficar atenta às radiografias bucais, que devem ser evitadas no primeiro trimestre. E se forem essenciais, podem ser realizadas, desde que se utilize o avental de chumbo, já que a absorção da radiação pode prejudicar o feto, causando até problemas na formação.

 

 

Posts relacionados