Entenda o que muda na mulher ao se tornar mãe

Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Em entrevista ao Mãe aos 40 o psiquiatra Davi Urias Vidigal, conhecido como Dr. Felicidade Interna Bruta, explica essas mudanças e dá conselhos que vão tranquilizar as mães de primeira viagem. Veja a entrevista:

 

Mãe aos 40 O que, efetivamente, muda na mulher ao se tornar mãe?

Dr. FIB Além da alteração dos níveis de estrogênio e progesterona, existem as mudanças no humor, nos hábitos, nas habilidades e no grau de importância que as situações passam a ter. O cérebro dela passa por um crescimento logo após o parto, o que modifica comportamentos e aumenta a motivação, contribuindo com o desenvolvimento do raciocínio, da motivação e das emoções. O resultado de tudo isso é que o lado mãe fica mais aflorado e ela desenvolve um sentimento de capacidade para cuidar da criança.

 

Mãe aos 40 Esse é o famoso instinto maternal?

Dr. FIB Na verdade pode ser algo ativado mais por uma nova construção cerebral do que por um instinto apenas. É isso que dá

força para essa mulher acordar de madrugada sem ter dormido quase nada ou o desejo de cuidar do bebê mesmo quando tudo está  dando errado.

 

Mãe aos 40 O que o senhor tem a dizer para as mães de primeira viagem que estão inseguras sobre o cuidado com o filho?

Dr. FIB Que é bem provável que elas vão se surpreender com o aumento do grau de sua inteligência emocional e serenidade em lidar com fatos novos e estressantes. Algumas acreditam que não terão paciência com os filhos ou as mesmas vocações de sua mãe e avó, mas poderão descobrir qualidades que nunca imaginaram ter. Além disso, a cada novidade do filho elas podem renascer em descobertas de um amor incondicional e de uma inteligência singular que só quem é mãe é capaz de ter.

 

Mãe aos 40 E o que dizer sobre o estresse que a maternidade traz?

Dr. FIB Muito se estuda sobre as mudanças fisiológicas desse período e mesmo sabendo que o corpo passará por transformações durante a gestação, que suas horas de sono serão influenciadas pelas do seu bebê, e que seu tempo livre será dedicado quase exclusivamente a ele, no fim das contas a felicidade que essa nova vida pode proporcionar é tão grande a ponto de todo o estresse pode se tornar pequeno.

Por: Laís Sass

 

Posts relacionados