Empresa lança curso multidisciplinar de capacitação de babás

Na hora de escolher se a criança vai pra essolinha ou ficar com a babá muitos aspectos são levados em consideração e tudo vai depender do objetivo dos pais. Muitos querem que seus filhos tenham contato com outras crianças e possam aprender a se socializar desde muito cedo. Outros preferem deixar os filhos no conforto de seus lares, tendo uma profissional como cuidadora.

E quem opta pela segunda opção, muitas vezes acaba esbarrando em algumas dificuldades, que podem acontecer já na hora de atribuição das tarefas da babá ou até mesmo no decorrer do tempo, com probleminhas que vão surgindo em relação à maneira como a profissional leva a rotina e os cuidados pessoais com a criança.

Quem conta com uma profissional recrutada em locais especializados tem como “bônus” o fato delas serem treinadas para o ofício. No entanto, em boa parte dos lares a história é outra. E foi pensando neste impasse entre o que os empregadores esperam e o que de fato as babás entregam que a psicóloga e coach Michele Almeida e Silva, especializada em gestão de pessoas e liderança, criou o projeto Babá dos Sonhos, que tem como objetivo qualificar essa profissional.

Os diferenciais do projeto

A consultoria se compromete a solucionar os problemas domésticos e a fazer com que os empregadores tenham o profissional do lar que sempre sonhou. O trabalho consiste em treinar, desenvolver e acompanhar o funcionário com o objetivo de suprir todas as necessidades e expectativas da família.

Para isso, o destaque é o Sistema de Gerenciamento da Rotina Diária, onde seguindo à risca o programa não existirá mais nenhum motivo de estresse, perda de compromissos, falta de qualidade na execução dos serviços, falta de motivação, etc.

A ideia é criar uma rotina personalizada de acordo com as características, interesses e necessidades dos pais e da criança, que deve ser seguida pela criança e pela babá. Michele conta que já no  primeiro encontro é feita uma sessão de coaching com os pais, para saber como desejam que seja a rotina de seus filhos. A partir daí todo o treinamento é estruturado.

“Vamos fazer com que seu empregado doméstico se desenvolva continuamente, adquira novos conhecimentos e cresça profissionalmente. Nosso papel será servir de facilitador da comunicação, gerenciando possíveis conflitos e ensinando você a fiscalizar e melhorar continuamente o serviço dentro da sua casa”, conta a idealizadora do projeto.

Também é possível ter o acompanhamento mensal da rotina, sanando possíveis problemas e implantando hábitos necessários para a criação de comportamentos satisfatórios.

O objetivo é melhorar a qualidade de vida da mulher moderna, dando a ela a tranquilidade de sair e deixar seu lar e seus filhos nas mãos de profissionais preparados e qualificados para a função.

A pergunta é: o que vale mais a pena: mandar o empregado atual embora ou investir num programa de aprimoramento, treinamento e desenvolvimento do profissional que você já tem?

Se você se interessou pela novidade, veja no vídeo abaixo os detalhes do projeto:

Posts relacionados