Colesterol alto prejudica o coração e dificulta gravidez

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Ter altos níveis do colesterol ruim (LDL) não prejudica apenas o coração. Foi o que mostrou uma pesquisa feita por cientistas que trabalham para o governo dos Estados Unidos, divulgada no dia 20 de maio no site Daily Mail. O estudo acompanhou durante um ano 401 casais saudáveis que tentavam ter um bebê, sendo que as mulheres tinha entre 18 e 44 anos. Durante esse período as mulheres com colesterol alto levaram mais tempo para engravidar, sendo que no total 347 engravidaram e 54 não. A demora foi ainda maior quando as taxas elevadas eram no parceiro. Segundo os pesquisadores, apesar de não estar claro a totalmente esclarecida a ligação entre o colesterol e a fertilidade, é fato que o colesterol participa da síntese de hormônios sexuais como o estrógeno e testosterona.

Alimentação saudável
A influência dos hábitos alimentares na fertilidade já é estudado há algum tempo por especialistas, e alguns livros já foram escritos sobre o assunto. Entre eles está o Fertilidade e Alimentação (editora LaVida Press), escrito pelo ginecologista e obstetra Arnaldo Cambiaghi, especialista em reprodução humana, em parceria com a nutricionista Débora de Souza Rosa. Para os especialistas, a dieta mediterrânea, que conta com alto teor de fibras, alimentos frescos e azeite, rico em antioxidantes, ajuda a manter as funções orgânicas co corpo, inclusive a fertilidade.
Está aí mais um bom motivo para ficar de olho ao que coloca no prato. E se está em dúvida sobre seus níveis de colesterol, marque o quanto antes uma consulta com o médico, já que os resultados são colhidos no exame de sangue.

Posts relacionados