Cesárea até sem indicação, desde que a mulher queira

parto

Anteontem publiquei aqui no site as novas normas da ANS para reduzir o número excessivo de cesáreas realizadas no Brasil. Pois, bem, acontece que logo depois a ANS voltou atrás e disse que a cesárea vai poder ser feita sim e mesmo sem indicação, desde que a mulher tenha optado por ela ela assine um termo sobre os riscos da cirurgia. Isso vale, inclusive, para casos em que haja comprometimento da saúde do bebê ou da mãe.

Assim, a mulher continua tendo autonomia para decidir e pode ser que os números não cheguem nem tão cedo à estimativa da Organização Mundial da Saúde, que é de 15%. Nesse vai não vai, cabe à mulher e ao médico, juntos, terem o bom senso de decidir o que será melhor para a mãe e o bebê no momento do parto.

Qual é a sua opinião sobre os tipos de parto? Deixe nos comentários seu depoimento!

Posts relacionados