7 dicas para voltar ao trabalho amamentando seu bebê

Foto: Klaus Tiedge/Corbis
Foto: Klaus Tiedge/Corbis

A hora de voltar ao trabalho é o maior temor de qualquer mãe e não importa a idade. Motivo de estresse para muitas, potencializado se a mãe está amamentando. Mas, calma! Com organização e preparação, conseguimos realizar esta volta ao trabalho de forma mais tranquila. Veja algumas dicas abaixo:

1. Informação é fundamental para que possamos nos organizar e tomar providências para uma volta ao trabalho harmoniosa para você, seu bebê, sua família e a empresa onde trabalha; logo você deve procurar conhecer as leis e seus direitos como mulher que trabalha com contrato formal (CLT), isto vale desde a gestação até a amamentação. Se informe também sobre as políticas, benefícios e convênios da empresa onde trabalha para apoio a trabalhadora gestante, amamentação e mulheres com filhos em fase pré-escolar.

2. Se quer amamentar seu bebê por tempo maior que o da licença maternidade, converse com sua empresa, com o RH e/ou com seu gestor sobre este fato e como podem criar soluções para facilitar isto. Eu acredito muito no diálogo, negociação e no poder criativo de cada uma de nós para gerarmos soluções.

3. Cheque se na empresa existe uma sala de apoio a amamentação pois você irá precisar tirar o leite durante o dia. Isto ajudará a manter a produção, uma vez que o leite é produzido sob demanda e se o bebê não está sugando, é essencial realizar a retirada do leite promovendo a continuidade da produção e evitando desconforto nos seios e até mesmo outros problemas mais sérios. Se a empresa não tem a sala, converse com o RH ou seu gestor para criarem juntos uma solução.

4. Se familiarize o quanto antes com as formas de retirada de leite das mamas e 15 dias antes do seu retorno ao trabalho, comece a estocar o leite no freezer, mas antes disso, é bom experimentar e praticar a retirada, que poderá ser com as mãos, bombinha manual ou elétrica. Eu me adaptei muito com a bomba elétrica, e usei a manual também. Existem empresas que alugam as bombinhas para retirada do leite, procure na internet. Você poderá experimentar modelos diferentes e optar no futuro por comprar uma ou seguir alugando.

5. Na volta ao trabalho, é necessário ensinar, treinar e acompanhar por alguns dias quem cuidará do bebê, especialmente no que diz respeito à alimentação, oferecendo o leite materno em um copinho ou colher. Desta forma o bebê não corre o risco de se acostumar com o bico da mamadeira e não querer mais o seio, evitando, por exemplo, problemas respiratórios. Leia este artigo para saber mais.

6. Se informe sobre câmeras para instalar em sua casa ou saber se a creche onde o bebê ficará conta com este serviço para que possa vê-lo durante o dia enquanto estiver no trabalho e acompanhar seu dia a dia, matando as saudades e ficando por dentro do que acontece, checando algumas vezes por dia.

7. Tente negociar com seu gestor algumas horas ou mesmos dias trabalhando de sua casa. Neste começo e fase de adaptacão, isto te ajudará na jornada de volta ao trabalho. Veja aqui um guia para negociar isto.

O fundamental neste período de retorno ao trabalho é que você tenha organizado os cuidados com o bebê na sua ausência e esteja segura e tranquila com isto. Vale dizer que existe a “Cartilha para mulher trabalhadora que amamenta”, do Ministério da Saúde, que é bem didática e contém informações muito úteis e práticas, como leis que amparam a mulher que amamenta, dicas de como tirar e estocar o leite, e muito mais.

Se você gostou dessas dicas, quer trocar ideias ou perguntar algo, deixe seu comentário abaixo. Será um prazer responder!

Patricia Penna é mãe e empreendedora com alma gipsy, acumula mais de 20 anos de experiência em grandes corporações. É carioca, vive nos Estados Unidos, estudou Ciências Sociais, fez MBA em Marketing, e está se formando em Health Coach. Atua como consultora de mulheres que estão na faixa dos 40 anos e querem conciliar carreira e maternidade. Escreve para o site www.maternidadenamaturidade.com.br, e todo mês vai falar aqui sobre temas relacionados ao empreendedorismo materno.

Posts relacionados