7 Dicas para trabalhar em casa com filhos pequenos

mãe que trabalha em casaPara você mamãe que está pensando em trabalhar no conforto de sua casa – home office – e tem um bebê ou criança que ainda não está na escola, bem-vinda, você encontrou seu espaço!!! Quando optamos por trabalhar em casa, estamos buscando mais qualidade de vida, certo? E quando somos mães, queremos mais flexibilidade de horários para podermos estar mais tempo com nossos filhos. Queremos por vezes trabalhar em outro ritmo e as opções aumentaram muito em função da internet.

Hoje, várias empresas contratam no modelo home office, veja aqui algumas. Na minha pesquisa, achei este site aqui que é pago, e somente oferta vagas de trabalho remotas. Os próprios sites tradicionais de oferta de emprego, hoje já possuem também algumas vagas de trabalho remoto. Existem ainda sites que ofertam trabalho para freelancers, clique aqui. Além disso, você mesma pode criar o seu trabalho ideal e empreender. Isso é o que eu vivo no momento, e vou dividir aqui algumas dicas que me ajudam no dia-a-dia a balancear trabalho, bebê, tarefas de casa, família e marido, sem esquecer de mim!!!

1 – Acorde mais cedo – Trabalhar em casa é maravilhoso, mas requer muita disciplina também. E no caso de mamães com bebês e crianças pequenas, acordar algumas horas mais cedo que seu bebê pode te render um excelente período de trabalho! Dormir um pouco mais tarde, além de utilizar as sonecas dos pequenos para produzir está entre algumas das coisas a serem feitas também para “criar” mais tempo. Acordando mais cedo, você irá otimizar seu tempo e sugiro que faça isso aos poucos, a cada dia acorde 15 minutos antes, até atingir seu objetivo. Você perceberá como ficará super produtiva sua manhã acordando mais cedo. Porém, tudo deve sempre ser baseado na sua rotina, de seu bebê, de sua casa, imagine um processo natural para isto, mas com rotina e disciplina.

2 – Peça ajuda para os avós – No mundo de hoje, os avós muitas vezes trabalham e têm uma vida social ativa, logo, é difícil assumirem os cuidados dos netos de forma integral, o que não seria também o que estamos buscando. Queremos cuidar de nossos filhos, com tempo de qualidade e reintegrando o trabalho em nossas vidas. Podemos incluir na nossa rotina, algumas horas por semana de acordo com a disponibilidade dos avós, isso será maravilhoso para todos os envolvidos!

3 – Procure por um “coworking” onde possa levar os filhos – O “coworking” é um local onde as pessoas vão para trabalhar, elas podem ser de diferentes empresas, podem ser freelancers, empreendedores, etc. Normalmente eles ofererem pacote de horas além do plano mensal. Isto além de ajudar com algumas horas de trabalho também te colocará em contato com outros profissionais, o que é excelente para quem trabalha em casa e as vezes pode se sentir um pouco solitário. Este conceito de “coworking” com filhos é novo, então pesquise na região onde mora e veja se encontrará algo do tipo. Nas minhas pesquisas, achei este aqui em SP e tem este aqui em Curitiba.

4 – Consiga uma profissional para cuidar de seu filho (a) – Isso seria por alguma horas por semana – será economicamente viável e você poderá render muito. Verifique com familiares e amigos a indicação de alguém e ainda sugiro se unir a alguma vizinha para que possam dividir o serviço ou utilizar na mesma hora, e assim as crianças brincam juntas. Minha ideia aqui é criar mais uma janela de tempo, é claro que esta também é uma opção caso queira contratar este tipo de profissional por um período de tempo maior e eu já fiz isto por alguns meses.

5 – Procure na sua cidade por grupos de mães com bebês ou filhos pequenos, com os mesmos objetivos de trabalho que você. Você terá suporte e uma rede de outras mulheres que se apoiam e isto é muito importante. Estes grupos de mães normalmente fazem reuniões e até mesmo montam grupos de trabalho, dentre outras atividades. Procure na sua comunidade, por exemplo atividades na biblioteca, nas igrejas e parques. Você irá se surpreender como encontrará mulheres na mesma situacão que a sua, e poderão se organizar para criarem soluções juntas! Tente achar algum grupo de mães que te interesse neste site aqui.

6 – Trabalhe em casa com outras mães – Na linha de pensamento do “Coworking”, organize um grupo de mães para trabalharem juntas na sua casa e depois poderão revezar na casa das outras também. As crianças podem brincar em um quarto ou vocês podem contratar algum profissional para cuidar delas enquanto trabalham, seria um conceito parecido com o “coworking”, mas só que em casa. Pense nisso!

7 – Peça ajuda ao seu parceiro – É muito importante que em um relacionamento, exista um alinhamento de expectativas e interesses e será fundamental seu parceiro ajudar nos cuidados com os filhos para que você trabalhe. Mais uma vez, é uma questão de organizar uma rotina com algumas horas por semana para este específico fim. Muitas vezes quando trabalhamos em casa, o entendimento do papel de profissional se confunde facilmente com o de mãe e esposa, então é muito importante que sempre converse com seu parceiro para que possam juntos criar solução para a família de vocês, atendendo as expectativas de todos.

Minhas dicas consideram a otimização do tempo para o trabalho, e minha sugestão na verdade, é que você aplique e experimente todas na sua semana ou mês. Ou seja, crie soluções com relação aos cuidados de seus filhos, utilizando as 7 diferentes sugestões, experimentando cada uma e vendo o que funciona melhor para você, seu filho (a) e família. Comece aos poucos e aí vá abrindo espaço para o novo e para o inusitado. Eu utilizo todas as dicas, ou já utilizei em algum momento de minha vida de mãe, todas são baseadas na minha experiência. Caso tenha dúvidas, se quiser me perguntar algo, conversar ou saber mais sobre o meu trabalho, envie um email para patriciapenna@maternidadenamaturidade.com.br ou comente aqui embaixo. Beijinhos e até a próxima.

Patricia Penna é mãe e empreendedora com alma gipsy, acumula mais de 20 anos de experiência em grandes corporações. É carioca, vive nos Estados Unidos, estudou Ciências Sociais, fez MBA em Marketing, e está se formando em Health Coach. Atua como consultora de mulheres que estão na faixa dos 40 anos e querem conciliar carreira e maternidade. Escreve para o site www.maternidadenamaturidade.com.br, e todo mês vai falar aqui sobre temas relacionados ao empreendedorismo materno.

Posts relacionados