Estudos e carreira são prioridades da mulher moderna

cristina

A maternidade planejada é uma realidade cada vez mais comum na vida da mulher moderna que prioriza estudo, carreira e até o próprio casamento antes de dar um passo à maternidade. Conforme um estudo já apresentado aqui no Mãe aos 40, o número de mães entre 32 e 39 aumentou. Se, em 2000, 24,1% das mães estavam nessa faixa etária, em 2011 esse número chega aos 32,1%.

E foi exatamente isso que a supervisora financeira Cristina de Souza Vieira, de Osasco, fez. Depois de se dedicar à carreira, decidiu que era hora de ter um filho, aos 32 anos. Cinco anos mais tarde, também com tudo planejado, Cristina teve seu segundo filho. “Para mim foi maravilhoso. E quando descobri que era outro menino foi ainda melhor”, conta.

Veja também
Mães contam como foi a descoberta da gravidez tardia

Para ela, “a grande vantagem foi a estabilidade na carreira, o que contribuiu para a tranquilidade em conciliar a gravidez com o trabalho”, garante a supervisora. Agora, que tirou a licença maternidade para cuidar dos dois filhos, Cristina tem a tarefa de se dividir em duas, como ela mesma diz, para dar conta dos dois filhos, já que o mais novo tem 5 anos e também requer a atenção da mãe.

Tem uma história parecida? Conte pra gente! Envie um e-mail com seu depoimento para blogmaeaos40@gmail.com.

  

 

Posts relacionados