Dicas para facilitar a viagem com bebês

viagem com bebesDurante a viagem
Se a viagem for de avião, o ideal é fazê-la apenas após o primeiro mês de vida do bebê, afinal, antes desse período ele estará muito frágil e suscetível à infecções, sem contar que pode haver algum probleminha de saúde que você ainda desconhece. Agora, se a viagem for muito necessária, com uma semana o bebê já pode voar de avião. Mas é claro que o melhor a fazer é seguir as recomendações do seu médico. Seu baby tem três meses ou um pouco mais, então você provavelmente vai aproveitar muito bem a viagem, já que nessa fase eles já podem ser carregados para cima e para baixo sem grandes estranhamentos e sem dar muito trabalho, principalmente em comparação com os que já estão engatinhando e andando. Tudo pronto para embarcar? Então veja essas dicas de ouro para evitar possíveis perrengues:

– Para quem vai viajar de avião, uma boa dica é optar por dar o peito ou a mamadeira no momento da decolagem e do pouso, pois o fato de o bebê estar sugando o leite evita que tenha dor de ouvido, causada pelo impacto.
– Se seu bebê já começou a introdução alimentar com frutinhas e papinhas, vale levar algumas numa lancheira térmica, certificando-se de que as frutas não estragam com muita facilidade, como é o caso da banana e do mamão.
– Tenha sempre em mãos acessórios como saquinhos de plástico (servem para colocar roupa e fralda suja),remédios para gases e febre, creme para assaduras e soro fisiológico. Assim, você ameniza possíveis problemas que podem surgir no decorrer do trajeto, seja ele de carro, ônibus ou avião.
– É comum nessa época do ano pegar aquele sol na estrada, por isso, vale comprar aqueles painéis protetores com ventosas para grudar no vidro do carro. Vale, inclusive, improvisar com uma fralda, caso você não encontre este acessório.
– Você deve saber que a cadeirinha do seu bebê menor de 1 ano deve ficar virada para o vidro traseiro, o que garante mais segurança em caso de acidentes. Por isso, mesmo que você goste de ficar olhando para o seu pequeno toda hora, esse cuidado é indispensável e pode salvar a vida dele.
– Precisou parar o carro? Tire o bebê lá de dentro para que o calor ou a falta de ar não prejudiquem seu filhote. A menos que você pare embaixo de um local com sombra e mantenha os vidros abertos.
– Babadores “salvam” a nossa vida, já que evitam muitas trocas de roupas, o que não é nenhum pouco legal numa viagem. Afinal, nem sempre é possível lavá-las, sem contar o peso da mala. Quanto menos sujar, melhor.
– Será preciso levar carrinho ou berço? Os mais leves e desmontáveis são os mais aconselháveis, pois não pesam na bagagem e ocupam pouco espaço. No caso do berço portátil, é um investimento que vale muito a pena para pais que viajam com frequência.

Na chegada ao destino
– Chapéu, boné e protetor solar são indispensáveis na viagem, pois nunca se sabe como estará o clima no local. Bebês menores de seis meses não devem usar protetor porque sua pele ainda é muito fininha e suscetível a alergias, por isso, evite ficar no sol por mais de 15 minutos com o baby.
– Mantinhas, lençóis e edredons fininhos são curingas, pois servem como tapete para o bebê ficar à vontade no são, grama, areia…o caia na armadilha de pensar: “Ah, a gente leva ele no colo mesmo”. Você pode se arrepender amargamente, e acabar tendo que comprar um carrinho mais caro no meio da viagem, para dar um descanso aos braços e às costas.
– Slings e cangurus são sempre bem-vindos, pois facilitam que você ande pela cidade sem incomodar o bebê.

Fonte: brasil.babycenter.com

Posts relacionados