Hotel no meio da Mata Atlântica é ideal para ir com a família

 Hotel Villa Rossa - cascara piscinaHá cerca de um mês fui convidada a conhecer um hotel que eu já admirava por fotos e tinha muita vontade de me hospedar: o Villa Rossa, que fica a apenas 50 km da capital paulista, em São Roque. O que mais me impressionou logo de cara foi o fato de o hotel estar localizado no meio da Mata Atlântica e ser tão bem preservado, tanto nas áreas verdes (que são enormes) quanto a própria estrutura. Nos três dias em que ficamos hospedados (fui com meu marido e meu sobrinho Davi), desfrutamos de tanta coisa legal, que não quero deixar escapar nada, então, vou dividir e experiência em partes, da chegada até a partida.

O percurso: Levei cerca de duas horas para chegar ao local, isto porque moro em Jundiaí e precisei passar no centro de São Paulo antes de pegar a estrada. Mas, para quem já mora na capital paulista o percurso é feito em cerca de uma hora. E o mais incrível é que ao chegar no hotel mal dava para acreditar que estávamos tão perto de São Paulo e ao mesmo tempo rodeados por área verde e florestas, com árvores suntuosas. Para se ter ideia, ele fica numa área de 350 mil m2 de pura Mata Atlântica! É uma experiência e tanto para famílias que adoram o contato com a natureza, porém não abrem mão de conforto e serviços de qualidade.

A estrutura: O hotel conta com 103 apartamentos muito bem equipados. No nosso tinha a cama de casal grande, uma sacada com vista para a Mata Atlântica, um banheiro grande (equipado) e um outro espaço com uma cama de solteiro e escrivaninha, onde meu sobrinho dormiu. Tudo muito aconchegante e, principalmente, muito limpo! Mas, para famílias maiores, com cinco ou seis pessoas uma boa opção são os lofts privados (ao todo são 18), que mais parecem pequenas casas, cada uma com sua piscina. Salas de evento e até um anfiteatro para mais de 200 pessoas fazem parte do local, que é todo decorado com esculturas, quadros e obras de arte lindíssimas.

loft

Lazer: Na área externa há um barzinho com muitas opções de drinks e duas piscinas climatizadas, sendo uma ideal para jogar polo aquático. Na área coberta também tem duas piscinas aquecidas e uma delas é perfeita para as crianças menorzinhas. Há também quadras de tênis, poliesportivas, campos de futebol, academia, sala de snooker e carteado, corredores para fazer caminhadas e um lago para andar de pedalinho ou caiaque.

Hotel Villa Rossa - piscina

Momento relax: Enquanto os monitores cuidam das crianças, os pais ou responsáveis podem desfrutar de uma das áreas mais tranquilas do hotel: o Spazio Natura, um spa que oferece massagens e saunas (não inclusas), além de uma área com dois turbilhões (inclusa) para relaxar o corpo e a mente. Eu e meu marido adoramos esse lugar porque realmente dá para se desligar do mundo e sair de lá bem mais leve.

Hotel Villa Rossa turbilhoesPara as crianças: São muitas as atividades para a criançada de 3 a 12 anos, todas divididas de acordo com a faixa etária. Meu sobrinho Davi, de 7 anos não parava um minuto: tinha pedalinhos, parquinho, trilhas, o espaço Kids Club, com vários brinquedos e jogos legais. Ele só não quis ir na tirolesa, pois ainda tem medo. Mas para as crianças mais destemidas, ela é sucesso absoluto! E, claro, nós adultos também adoramos!

Hotel villa rossa - davi brincandoMonitores em ação: Vários monitores ficam à espera da criançada já cedinho e se responsabilizam por fazer todas as refeições em grupo com as crianças para elas se conhecerem e também para já irem participando de brincadeiras. No segundo dia meu sobrinho já se enturmou e quis tomar café da manhã com os “tios”, depois eles inventam brincadeiras que mexem com a imaginação e a criatividade dos pequenos. O que mais me impressionou é que eles realmente passam a conhecê-los pelo nome e preferências. Por exemplo: sabiam que meu sobrinho adorava piscina e sempre davam um jeitinho de agradar quando viam que ele já não estava mais tão animado. No segundo dia deixamos o Davi com eles as 8 horas da manhã e pegamos as 18 hs. Nesse meio tempo ele brincou, almoçou, descansou, inventou brincadeiras… E depois na hora do jantar, as 20 hs, a criançada se juntou novamente no restaurante para comer e ainda brincaram mais um pouquinho. Quanta disposição. À noite, Davi desmaiava de sono. Mas já acordava querendo mais!

Hotel Villa Rossa personagensPara os bebês: Logo na chegada você pode pedir, na recepção mesmo, papinhas para seu bebê sem qualquer custo adicional. É só solicitar com antecedência. Eles também oferecem um berçário recém-reformado, com berços, trocadores e poltronas novinhos, além de lencinhos umedecidos produtos para fazer a higiene do bebê. Acoplado ao ambiente há uma copa com leite em pó, achocolatado, frutas e bolachas. O ambiente tem ainda micro-ondas, liquidificador e frigobar para ajudar no preparo e armazenamento das comidinhas, caso os pais precisem.

bercarioGastronomia: O restaurante La Piazza, com capacidade para até 250 pessoas, fica dentro do hotel e já está incluso nos pacotes. Fizemos ótimas refeições, tanto no café da manhã, quanto no almoço e jantar. Percebi que sempre havia opções para adultos e crianças, e achei o cardápio bem abrangente. Ah, fiquei sabendo que o chef é bem renomado. O hotel também dá a opção de comer no Cascudo, restaurante com sistema Slow Food, que fica a menos de 5 minutos dali. No último dia fomos lá conhecer e nos apaixonamos. Do lado de fora há redes, bancos e espaços verdes para bater papo ou observar a natureza enquanto espera o prato ficar pronto. La também está localizado o atelier e a loja de suvenir, com peças feitas pela dona do hotel.

cascudoPreservação ambiental: O hotel criou o Projeto Villa Verde, que conta com um viveiro para aumentar a quantidade de espécies nativas na região. Na nossa estada, fomos com um grupo de pais e crianças conhecer o projeto e plantamos até uma árvore em volta do lago. É uma boa oportunidade de as crianças saberem a importância da natureza.

Hotel Villa Rossa plantando arvore

Bem, acho que falei de tudo o que vimos e vivemos. Com certeza eu voltaria lá com toda a minha família para reviver alguns momentos e conhecer coisas novas, pois atividade é o que não falta.

*O convite para conhecer o hotel foi feito pela sua Assessoria de Imprensa, e todas as opiniões contidas nesse post expressam a minha experiência pessoal enquanto estive na presstrip.

 

 

 

 

 

Posts relacionados