Conheça o balé para mamães e bebês dançarem juntos

bale-mamae-e-bebe
Foto: Divulgação

Quando os filhos são pequenos, especificamente do nascimento até os 2 anos de idade, é muito comum ficarmos grudadinhas com eles em boa parte do tempo. As mamães que não trabalham fora, assim como eu, sabem bem do que eu estou falando. Já as que optaram por voltar ao trabalho após a licença-maternidade não conseguem esse contato pele a pele por tanto tempo. Seja qual for o seu caso vou dividir uma ideia super bacana para aproxima-la ainda mais do seu bebê: é o ballet Mamãe e Bebê, criado pela bailarina Evelyn Agabiti, que é diretora artística do Ballet Evelyn, escola que existe há mais de 40 anos na região do grande ABC, em São Paulo.

A diretora me contou que se deu conta de como seria bacana juntar mãe e bebê na dança depois de se reunir com ex-alunas que haviam se tornado mães. E assim nascia, em 2014, essa nova “modalidade”. Antes disso, no entanto, Evelyn disse que enxergou a possibilidade assim que sua neta nasceu: “Com 10 dias de vida, meu filho dançou a primeira valsa com ela. Como todos de casa tiveram vivências com a dança, isso nos parecia uma forma fácil de comunicação, principalmente pela forma como ela interagia.”

Como funciona a aula
A aula acontece de forma lúdica, sempre com a mamãe conduzindo os movimentos das crianças (que podem ter entre 1 ano até 2 anos e 11 meses), o domínio espacial e o ritmo. “Comecei a usar o que tinha colocado em prática com a minha netinha, o que deu um lindo resultado. Mamães e bebês se divertem na aula e a experiência corporal as aproxima ainda mais”, acrescenta Evelyn.

Uma das alunas da escola, Alessandra Puschiavo,  diz que as aulas proporcionam momentos únicos de ‘troca’ e aprendizado entre mãe e filha. “É um super exercício para a mãe e de muito divertimento para a criança”, diz ela.

Esse você está à procura de uma nova experiência entre mãe e filho, aí está uma boa oportunidade!

 

Posts relacionados