Como deixar sua casa segura para bebês e crianças

acidentes-com-criancasSemana passada fiquei chocada em ver a notícia do garoto de Sorocaba que botou fogo no sofá da sala e quase pôs a casa toda abaixo. Imaginem só o perigo que ele e a família correram! Mas o fato é que a maioria de nós tem o costume de pensar que as tragédias só acontecem com os outros, o que é um grande erro. Quando o assunto é segurança doméstica, muitas vezes o perigo pode estar dentro da nossa própria casa. Com as crianças de férias então, tudo pode acontecer. Por isso, vale redobrar a atenção aos pequenos detalhes para prevenir acidentes dentro do lar.
Para você ter ideia, segundo o Ministério da Saúde, os acidentes domésticos são a principal causa de morte de crianças de até 9 anos, sendo que as principais causas são: sufocamentos (na cama, por asfixia de alimentos, entre outros), afogamentos, queimaduras, quedas e intoxicações.

Acidente ou negligência?
O Ministério da Saúde também divulgou que anualmente cerca de 4.500 crianças morrem, sendo que outras 122 mil (assustador esse número!) vão para o hospital e são internadas por conta dos “acidentes” domésticos. No entanto, já existem estudos que mostram que a prevenção e atenção pouparia, em média, 90% dos casos. A ONG Criança Segura recomenda ter na porta da geladeira os telefones para casos de emergência, como contato do pediatra, do hospital mais próximo e do Centro de Controle de Intoxicações de sua cidade. Nunca se sabe se um dia você irá precisar deles.

Atenção total aos menores de 1 ano
Os bebezinhos estão no topo da lista de preocupações, justamente porque nos primeiros meses de vida eles estão se descobrindo e têm a curiosidade muito aguçada. Soma-se a isso o fato de que alguns pais subestimam os pequenos, deixando, por exemplo, o carrinho sem atracar o cinto de segurança. Vale lembrar que um segundo de descuido ou distração é suficiente para que o bebê se jogue carrinho abaixo, além de fazer tantas outras coisas, como colocar o dedinho na tomada, por exemplo. Quedas do berço ou trocador, asfixia por cobertores ou brinquedos pequenos, e queimadura com a água do banho bebidas quentes (quando o bebê está no colo de quem está bebendo) são exemplos muito comuns e que acontecem a todo minuto. Justamente por isso poderiam ser evitados.

DICAS PARA SEGURANÇA EM CADA AMBIENTE
Playgrounds e brinquedos
Se engana quem pensa que nesses ambientes a criança está totalmente segura. Relatos feitos em 2015 ao Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac), mostraram que 27% deles estavam relacionados a problemas com brinquedos. Daí a importância de verificar também se os brinquedos estão firmes e se os com peças pequenas estão bem encaixados. Aqueles que levam baterias ou pilhas devem ter esses compartimentos fechados com parafusos, para evitar que a criança tenha contato com eles.

brinquedos_de_bebe_3

Quarto do bebê/criança
Os principais cuidados aqui são em relação ao berço, já que é nele que o bebê passará a maior parte do tempo enquanto estiver no quarto. Protetores de berço cheios de detalhes são lindos, mas eles costumam ser uma armadilha para que o bebê fique asfixiado. Prefira os modelos de telinha, que podem ser mais simples, porém são mais seguros. Se for escolher os de pano, certifique-se de que eles estão muito bem presos e sem sobras. O mesmo vale para o colchão, que deve ficar certinho no berço, sem espaços. Também vale tomar cuidado com cortinas e tomadas perto do berço. O trocador deve ser usado com segurança e sem deixar o bebê sozinho nem por um segundo.

protetor-de-berco-seguro

Banheiro
Está aí um cômodo com muitas armadilhas para as crianças, especialmente as que já andam ou já tomam banho no chuveiro. Tem o vaso sanitário, que deve permanecer fechado; o piso, que geralmente é escorregadio e deve sempre ter um tapetinho antiderrapante; o box, que pode estourar sem mais nem menos, daí a importância de investir um pouco mais numa versão que tenha aquele filme protetor, que não deixa o vidro se estilhaçar caso quebre.

banho-crianca

Cozinha
É um verdadeiro campo minado para crianças, especialmente por causa dos utensílios domésticos e do fogão. Mas não é só isso: os pequenos costumam puxar toalhas de mesa, que podem ter bebidas quentes em cima; esbarram com facilidade em cabos de panelas no fogão, por isso eles devem estar sempre virados para dentro do fogão (panelas elétricas podem ser uma boa opção, aliás); e tem ainda o forno, que por um segundo de descuido pode causar queimaduras nas mãozinhas do pequeno, caso ele encoste no vidro. Deixar o botijão de gás para o lado de fora da casa, usar as bocas traseiras do fogão e manter isqueiros, fósforos e talheres longe do alcance das crianças ou em gavetas com travas são outras recomendações importantes para evitar acidentes. Por essas e outras, o melhor a fazer é limitar o acesso à cozinha, usando aqueles portõezinhos próprios para isso. Se não houver possibilidade de colocar um na sua casa, então redobre os cuidados com os itens citados acima. Ah, e evite beber as bebidas quentes quando a criança estiver no seu colo.

crianca-no-fogao

Lavanderia
O maior cuidado deve ser com baldes e bacias cheias de água no chão, o que pode causar afogamentos; e com os produtos de limpeza, que são atrações para a criançada devido às suas embalagens coloridas. Uma dica é coloca-los em recipientes neutros, como plásticos transparentes e acomodá-los em armários altos. Jamais coloque os produtos em embalagens de alimentos ou bebidas, como em garrafas de refrigerante. Essa prática é comum no interior, onde existem vendedores ambulantes de produtos de limpeza, que armazenam justamente nesse tipo de recipiente.

produtos-de-limpeza

Piscina e banheiras
A regra aqui é simples: mantenha-as inacessível para os pequenos, estejam elas vazias ou cheias, já que ou haverá risco de afogamento ou de queda e lesões. A dica é fechar o espaço com portãozinho ou, no caso da banheira, manter a porta do banheiro fechada com chave.

piscina-segura

DETALHES SEGUROS

Esse limitador de janela pode ser encontrado em loja de utilidades e materiais de construção
Esse limitador de janela pode ser encontrado em loja de utilidades e materiais de construção

Carregador conectado à tomada

A cena é comum: seu celular já está completamente carregado e você retira-o do plug do carregador, mas o carregador continua na tomada. Se a criança colocar o fiozinho na boca há risco de tomar uma descarga elétrica e ter até uma parada cardiorrespiratória! Por isso, lembre-se sempre de retirar tudo da tomada e guardar o carregador em local longe do alcance dos pequenos.

Tomadas
Parece óbvio que uma casa com criança deva ter protetores de tomada em TODAS as tomadas. No entanto, muitas vezes deixamos esse detalhe passar. Aliás, vale lembrar que mesmo com o protetor a criança é curiosa e vai tentar colocar o dedinho mesmo assim. Por isso, os protetores não podem ser de fácil remoção, eles devem estar bem justos.

Janelas
Dizer que é preciso colocar telas de proteção em janelas parece até desnecessário, já que estamos carecas de saber disso. Mas ainda assim, alguns pais acabam adiando esse cuidado por achar que os filhos ainda não poderão alcançar a janela. Não espere algo pior acontecer para então tomar as providências! Também vale colocar os redutores da abertura em janelas do banheiro, por exemplo. O acessório é vendido em lojas de departamento e pode ser muito útil se seu filho for um pouco maior.

Escadas
Grades de proteção são acessórios obrigatórios para evitar quedas graves.

Remédios
O ideal é ter uma maletinha com trava para guardar todos eles juntos na parte superior do armário, ainda assim sempre existem aqueles que ficam à mão por usarmos com mais frequência, por isso a dica é mantê-los longe do alcance dos pequenos. E caso seu filho ingira algum deles, leve-o imediatamente ao pronto socorro, juntamente com o remédio que foi ingerido. Outro cuidado é não se referir ao remédio como um doce ou algo bom. Geralmente fazemos isso para que a criança tome o medicamento quando é preciso, mas isso pode aguçar a vontade dela experimentar o “docinho”.

Cosméticos
A regra é deixar fora do alcance e num único lugar do armário, evitando deixa-los espalhados pela bancada do banheiro, por exemplo.

Móveis com quinas
Camas, armários, mesas e cadeiras podem ter quinas bem perigosas para os pequenos, caso eles caiam ou batam alguma parte do corpo, especialmente a cabeça. A dica é colocar espumas nesses cantos ou investir em acessórios que amenizam a ponta do móvel.

Espero ter ajudado com as dicas. Se você gostou deste post indique-o para um amigo também! E se tiver outras dicas de segurança, deixe aqui nos comentários.

Posts relacionados